Sorriso Aberto

Fernando Borges Luzeiro XXVI 1 Comment

 

No dia 14 de janeiro de 2018 chegamos à comunidade do Aratamã, no rio Meneruá. Comunidade pequena, apenas 15 pessoas moram lá e conseguimos atender 11 dessas pessoas, todas as crianças e mulheres, menos os homens. Acho que eles estavam com medo dos dentistas, afinal éramos em três. Enfim, no final do atendimento arrumamos as coisas da odonto, nos despedimos dos comunitários e partimos para outra comunidade. São Sebastião era nosso destino. Paramos na boca do Rio Meneruazinho, porque lá a água era de cor preta, diferente do rio na qual estávamos, e pegamos daquela água para tratar, lavar roupas brancas, beber, enfim, diversas coisas. Depois disso seguimos em frente pelo Rio Meneruá, onde a cor da água era de aspecto barrenta.

Lá pelas tantas das 17h chegamos à São Sebastião, amarramos o barco, e finalmente chegamos à famosa terra firme. De cara um, senhor de 84 anos me abordou, seu Pedro Paulo Me apresentei falando que sou dentista e que meu nome é Wille. Mas ele queria realmente saber se eu operava “as vista” , Falei que não, que meu trabalho era com boca. Então ele abriu aquele sorriso amarelo dos dentes que ele não tinha, e falou: “eu preciso por alguns dentes aqui” e deu aquela risada gostosa. Virei fã dele. Uma simplicidade estampada no rosto, característica do povo daqui, com vida muito simples, poucas coisas, mas com muita alegria.

Conversei bastante com esse senhor, escutei muitas histórias e dei muita risada. Seu Pedro Paulo está quase cego devido a catarata, e ele não tem acesso a um médico, já que a cidade mais próxima fica mais ou menos a 12h de barco.

Assim como Pedro Paulo o povo ribeirinho carece de muitas atenções, tanto na área da saúde, saneamento e educação. A distância acaba complicando tudo. O trabalho das Luzeiros tem como objetivo suprir algumas dessas necessidades, e principalmente levar um pouco do amor de Cristo pelas pessoas. Um pouco do amor que ele coloca nos nossos corações.

 
 

Sobre o Autor
Wille Annies é natural de Ponta Grossa/PR, e é dentista na lancha Luzeiro XXVI, que trabalha no município de Juruá, nos rios Solimões e Juruá.

 

Comments 1

  1. Sensacional, Dr Wille é uma luz que brilha no meio da Amazônia, daquelas pessoas que por onde passa deixa o seu legado, levando o amor de Deus e o amor à profissão como ferramenta!
    Um abraço de seu grande amigo ,irmão, fã e dupla Rhamon!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *